Blefaroplastia Extendida

Procedimento destinado a pacientes com excesso de pele em pálpebra inferior e pouco volume em região malar, com a transição pálpebro-malar marcada, no qual as bolsas de gordura em excesso na pálpebra são reposicionadas a fim de preencher volumetricamente esta falta, atenuando esta transição.

Dessa forma, ocorre uma suspensão parcial do terço médio da face, enquanto a pele em excesso da pálpebra inferior é removida.

Pode ser associado com a blefaroplastia superior e com a suspensão de supercílios, o que proporciona um rejuvenescimento global do terço superior da face.

É realizada sob anestesia local com sedação, dispensando internações prolongadas no hospital. Geralmente permanece-se na sala de recuperação por 4 horas, tendo alta a seguir.

Normalmente a recuperação é rápida com edema (inchaço) localizado na região dos olhos e malar. É possível retomar as atividades normais em cerca de 7, sendo que para exercícios físicos é necessário um período maior.

Não são necessários o uso de curativos, tampouco de drenos.

plastica-blefaroplastia-extendida