Depilação a Laser

O excesso de pêlos é um incômodo que acomete milhões de pessoas de ambos os sexos no mundo inteiro. Em nossa cultura, os pêlos em excesso na face, buço, seios, pernas ou virilhas representa fator de constrangimento e desconforto, principalmente para as mulheres. Os métodos tradicionais de depilação, a maioria dolorosa, são incapazes de propiciar um resultado duradouro e precisam ser repetidos periodicamente. Porém, o incômodo dos pêlos indesejados pode também estar presente no sexo masculino. Excesso de pêlos nas costas, ombros, peito, orelhas ou nariz são causa de descontentamento em muitos homens. Na área da face e pescoço, o problema de pêlos encravados após o barbear que traz irritação e ardência da pele, vermelhidão, desconforto e muitas vezes leva à formação de espinhas e abscessos, igualmente traz uma série de desconforto e inconvenientes.

Atualmente, estes problemas apresentam melhora importante com utilização da moderna tecnologia médica em depilação utilizando o laser e a luz pulsada. O processo pode ser aplicado em qualquer área do corpo, independente do sexo ou idade do paciente, já que o problema dos pêlos encravados é muito freqüente também na área das virilhas após a depilação. Este recurso representa a via mais segura, confortável e rápida para o tratamento dos pêlos indesejados ou encravados em ambos os sexos.

Como funciona a depilação a laser e luz pulsada?
Esta tecnologia baseia-se no princípio de afinidade entre a luz e cor. As cores escuras retêm mais calor do que às claras. É na região da raiz dos pêlos que existe uma maior concentração de cor, no caso a melanina, pigmento natural de nossa pele e pêlos. Na depilação médica a laser e luz pulsada emite-se uma energia sob forma de luz. Graças às suas propriedades físicas, esta energia é capaz de atravessar a barreira da pele e se concentrar na raiz do pêlo (melanina) sob forma de calor, eliminando-a. O fenômeno é denominado Fototermólise Seletiva, pois apenas o bulbo capilar é afetado, a pele permanece intacta.

Informações úteis sobre o tratamento Antes do Tratamento e de Cada Sessão:

1. Não utilizar cera depilatória nem pinças antes das sessões. É possível utilizar lâminas e tesoura.
2. De preferência, não usar descolorantes ou água oxigenada.
3. As áreas tratadas não podem estar bronzeadas, nem mesmo com bronzeamento artificial.
4. Não usar cremes ou loções hidratantes sem orientação médica.
5. Procurar não utilizar maquiagem, band-aid ou similares antes das sessões.
6. Vestir, de preferência, calcinhas e soutiens de algodão.
7. Suspender 7 dias antes do tratamento o uso tópico de cremes, ácidos ou clareadores (despigmentantes).
8. Informar à equipe médica se estiver grávida.
9. Informar sobre todos os medicamentos em uso.

Cuidados após o Tratamento:

1. Evitar contato com água muito quente.
2. Não esfregar as áreas tratadas nem usar roupas muito ajustadas ao corpo (atrito). 3. Fazer compressas com chá de camomila fraco se sentir algum desconforto nas áreas tratadas.
4. Não usar desodorante nas primeiras 24 horas caso trate as axilas.
5. Aplicar no rosto, diariamente, loção/creme que contenham filtro de proteção solar (FPS 15-30). Reaplicar após algumas horas.
6. Não use qualquer medicação ou tratamento sem orientação médica.

Alterações que podem ocorrer na pele após o tratamento:

1. A pele poderá ficar avermelhada, inchar um pouco, coçar ou arder. Poderá haver ligeiro aumento na produção de suor na área tratada.
2. Podem surgir pequenas bolhas, manchas mais escuras ou claras que costumam desaparecer espontaneamente. Nestes casos, os cuidados com o sol devem ser redobrados e os médicos informados.
3. Qualquer dúvida ou alteração deve ser informada à equipe médica.

O intervalo mínimo entre as sessões é de 3 semanas. Lembre-se de que os pêlos possuem um ciclo de crescimento composto por várias fases. Assim, alguns pêlos crescerão após as primeiras sessões. Por isto, é necessário que você repita o tratamento algumas vezes. Entre as sessões, evite o uso de cera ou pinças, dê preferência a métodos de depilação que utilizem lâminas (Gillete), pois estes métodos não alteram nem arrancam os pêlos. As áreas tratadas podem ser depiladas desde que não haja nenhum desconforto nestes locais. Os pêlos tratados podem demorar até 3 semanas para cair, alguns podem cair no momento.

A depilação a laser pode ser utilizada em todo o corpo?
Esta moderna tecnologia permite tratar pêlos de várias colorações e em qualquer região do corpo. Homens também podem se beneficiar, corrigindo o excesso de pêlos na região da barba, pescoço (pseudofoliculite da barba – inflamação após o barbear), orelhas, nariz, peito, ombros ou costas. Além disso, a foliculite, ou pêlos encravados resultantes da depilação tradicional nas virilhas apresenta uma importante melhora com esta tecnologia utilizando laser e luz pulsada.

Como é o tratamento?
Semelhante ao procedimento utilizado numa ecografia (ultrasonografia), um gel frio é colocado na área a ser tratada. A seguir, o laser ou a luz pulsada emitem uma energia luminosa que se transforma em calor na raiz dos pêlos, eliminando-os. O método é rápido e traz pouco desconforto. É capaz de tratar dezenas de pêlos de uma única vez.

Quais são as causas de excesso de pêlos?
As causas do excesso de pêlos, tanto na face como no corpo, podem ser congênitas ou adquiridas. Entre as principais causas destacam-se os distúrbios hormonais, ovários policísticos, alterações em órgãos como a glândula supra-renal, certos medicamentos, características genéticas e fatores raciais. A causa básica deve ser sempre avaliada e, se necessário, pesquisada, porém os pêlos indesejados normalmente podem ser tratados com esta tecnologia médica em depilação.

Como deve estar a pele antes do tratamento?
Deve-se evitar o uso de cera depilatória, pinças ou outro método de arrancamento alguns dias antes do tratamento. É conveniente que os pêlos estejam com 1 ou 2 milímetros de comprimento. As zonas não devem estar bronzeadas antes das sessões.

Quais são os cuidados após o tratamento?
As principais recomendações são o uso de cremes hidratantes e um protetor solar, evitando o bronzeamento da área.

Quantas sessões são necessárias e o que ocorre com os pêlos?
Em geral, a maioria dos pêlos fica solta e cai em até 3 semanas. O número de sessões varia conforme cada indivíduo, características dos fios, cor da pele entre outros fatores. A luz e o laser atuam em uma das fases de crescimento de pêlos, por isto é importante e necessário repetir as sessões algumas vezes.

A depilação é permanente?
Este sistema tem alta porcentagem de êxito na maioria dos pacientes, em especial naqueles que possuem pêlos grossos e escuros e pele clara. Porém, como em toda a ciência médica, apresenta variações caso a caso. A tecnologia utilizada também irá influenciar no resultado, ritmo e segurança do tratamento, daí a importância de se utilizar equipamentos de laser modernos uma vez que nem todos são iguais.
Antes de iniciar o tratamento, um dos especialistas avalia o paciente e explica todas as expectativas e detalhes deste tratamento médico em depilação. A região é documentada com fotografias e o paciente ou responsável assina um termo de orientação e consentimento.

O tratamento é caro?
Levando-se em conta que este tratamento utiliza uma tecnologia e equipamentos de última geração e uma equipe de médicos especialistas qualificados e em atualização constante, além de oferecer resultados efetivos, seguros e duradouros, o investimento não é elevado.

Além disso, se pensarmos na necessidade de repetição dos métodos tradicionais de depilação como a cera ou pinças, além do incômodo e desconforto, perceberemos que, a longo prazo, eles acabam tendo um custo elevado.

“Desta forma, esta opção de tratamento representa um investimento na saúde e na qualidade de vida”.